Adobe e suas novas integrações do Magento com a Amazon e Google.

Recentemente, a Adobe lançou seu Commerce Cloud, com base em sua aquisição de $1,6 bilhão do Magento. A companhia anunciou, na conferência Imagine 2019, uma série de atualizações novas para o Magento, com o foco na expansão da plataforma para empresas de pequeno e médio porte, utilizadoras do serviço.

Após a inserção do Magento na Adobe, muitas empresas se preocuparam se a multinacional americana concentraria suas atividades principalmente em seu corpo existente de grandes clientes corporativos – o tipo de empresa que já usufrui do Experience Cloud. Dentre os diversos aspectos, o conjunto dos anúncios recentes tem como objetivo justamente amenizar essa insegurança que ronda algumas empresas de porte menor.

As principais e mais importantes novidades para usuários Magento são as novas integrações com a Amazon e o Google. Com a Amazon, por exemplo, os comerciantes podem gerenciar e manter automaticamente seu estoque na plataforma, diretamente da camada back-end do Magento. Eles podem definir tabelas de preços para o Amazon Sales Channel, gerenciar múltiplas marcas,  com diversas contas da Amazon em troca da obtenção do acesso a dados de produtos da Amazon.

Todos os usuários Magento terão à sua disposição este novo recurso através de uma extensão gratuita que agora está disponível no Magento Marketplace.

“Para muitas marcas e comerciantes, criar um storefront da Amazon não é simples”, disse Jason Woosley, vice-presidente de Produto e Plataforma de Comércio da Adobe. “Isso requer que você gerencie toda uma série de novos desafios operacionais. Você irá apresentar uma nova plataforma que sua equipe atual precisa aprender a usar, gerenciar e manter. E se suas equipes já estiverem no limite, isso exigirá que você contrate funcionários novos ou a realização de trocas em relação a seu roteiro que não afetem a empresa.”

 

Integração Google

Em relação ao Google, o Magento lançou uma integração nativa com o Google Shopping, integração essa que também ocorre através de uma extensão gratuita, permitindo aos administradores do Magento gerenciar seus anúncios do Google a partir do seu próprio painel. Além de obter um controle maior de suas contas do Google Merchant Center. Isso permitirá que eles gerenciem suas campanhas de marketing do Google diretamente do Magento. A ideia, assim, é permitir que os usuários utilizem as ferramentas com as quais já estão familiarizados para expandir seu alcance em outras plataformas, o que normalmente envolvia um processo de alternância entre os serviços e tentativa de mantê-los em sincronia.

Outra novidade divulgada pela Adobe, é de que o Progressive Web Application (PWA) Studio, que permite que usuários avançados do Magento criem ainda mais aplicativos com semelhanças a lojas online; agora suporta o Braintree, divisão do PayPal, como uma opção de pagamento. Woosley, vice-presidente, espera que o PWA seja um novo caminho a ser seguido para muitos clientes Magento, especialmente em mercados emergentes.