Amazon no Brasil

Os impactos da Amazon no e-commerce brasileiro

De acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o e-commerce brasileiro, em 2018, deve faturar R$ 69 bilhões e crescer 15% em relação a 2017. Outra previsão é o investimento dos varejistas do comércio eletrônico em vendas por meio de dispositivos móveis, como uma forma de melhorar a experiência do cliente.

Com estas medidas, as empresas nacionais devem investir ainda mais nos canais eletrônicos e se prepararem para a consolidação da Amazon no Brasil. A gigante do e-commerce mundial, já está presente por aqui desde 2012, mas vem acelerando a venda em outras categorias desde outubro de 2017.

A Amazon apresenta números impressionantes e que justificam ser conhecida como “gigante do e-commerce”. Para se ter uma ideia, ela fechou o primeiro trimestre de 2017 com receita líquida de US$ 35,7 bilhões. A empresa corresponde por 43% de todas as vendas do e-commerce norte-americano e entrega mais de 1,6 milhões de pacotes diariamente. Sozinha ela vale US$ 356 bilhões, mais que grandes varejistas com décadas de história, como WalMart e Best Buy.

 

Atender o cliente com qualidade e oferecer diferenciais

Sua loja virtual precisa ter reputação em alta com a entrega dos produtos, respeitandoos prazos e atendendo os consumidores de forma satisfatória e ágil. A Amazon não mede esforços para oferecer a experiência de compra completa para o cliente. Por isso, trouxe inovações tais como: compra com um clique, entrega no mesmo dia, e Amazon Prime.

Uma das características doseu foco na experiência do consumidor, é sempre mantê-lo informado sobre todos os estágios de seu pedido.

Um atendimento ruim destrói todo o trabalho realizado nos outros setores da empresa. O relacionamento com o público-alvo é o que constrói a boa imagem da loja virtual.

Com isso, você fideliza seus clientes e o transforma em promotores da marca. A atração de novos consumidores e o aumento das vendas são excelentes consequências desta estratégia!

O serviço de assinatura Amazon Prime, é um exemplo de inovação, pois oferece acesso a filmes e séries, no mesmo estilo Netflix,além de frete grátis para compras em diversas categorias ( mais de dois milhões de produtos estão qualificados para o Amazon Prime).

Dentre os 54 milhões de assinantes do Amazon Prime, 78% diz que assina o serviço por causa do frete grátis!

 

A importância da logística para a Amazon

A logística é primordial para viabilizar as entregas dos produtos adquiridos por meio de uma loja virtual e deve receber atenção redobrada, pois este setor exige uma estrutura empresarial e planejamento próprios.

A Amazon Brasil pretende transferir suas operações logísticas para o complexo de galpões da Prologis, em Cajamar (SP). Conforme  a empresa se registrou na prefeitura de Cajamar para exercer atividades econômicas na região. A Prologis tem como locatária a Luft, que já gerencia a operação de livros da Amazon há algum tempo. Com isso, a Amazon Brasil demonstra seu interesse em atender melhor o mercado local.

Flexibilidade é parte importante de sua estratégia! Mesmo que tenha alcançado o patamar de referência mundial, a Amazon não deixa de seguir características importantes: coragem em inovar e ousadia ao aplicar as inovações. O fato é que a organização valoriza a logística e mostra que arriscar e aplicar as mudanças profundas nos padrões com o intuito de ampliar a qualidade ajuda a elevar os resultados e amplia o sucesso.

 

Aprenda com a logística da Amazon 

A Amazon sabe como lidar com o problema da distribuição nas regiões urbanas. Em 2014, ela lançou o programa “Prime Now”, com o intuito de atender melhor os clientes que moram em cidades com sérias restrições quanto a circulação para veículos de entrega.

Para começar, a empresa optou por instalar suas operações em um CDU (Centro de Distribuição Urbano) no centro de Manhattan (Nova York). Dessa forma, conseguiu cumprir melhor os prazos de entrega, já que ampliou os meios de transporte disponíveis para isso: carros, transporte coletivo, bicicleta e, até mesmo, a pé. Assim, a Amazon entrega mais de 20 mil produtos são entregues em até uma hora!

Confira três dicas sobre exemplos da logística da Amazon para você aplicar em sua loja virtual:

Seja independente – a Amazon utiliza outras transportadoras para fazer suas entregas dentro dos prazos e a criou sua própria frota de caminhões. Além disso, instalou centros de triagem próximo aos consumidores, o que ajudou no controle total das entregas.

Pense grande – a varejista firmou parcerias com empresas que fazem entregas aéreas. Além disso, tem experimentados meios de transporte diferentes, como bicicletas, drones, táxis, caminhões de entrega privados e entrega pelo mar. Para apoiar essa estrutura diversificada, a organização construiu armazéns para acomodar os inventários e preparar os pedidos. Dessa forma, a Amazon pode atender as crescentes demandas com total flexibilidade.

Entregas no mesmo dia – pensando em entregar produtos com mais rapidez, criou o serviço Amazon Fresh para realizar as entregas no mesmo dia. Claro que a empresa enfrenta problemas como custos com transporte e imprevistos que possam surgir. Para contornar tais situações, a Amazon resolveu focar a entregas de alimentos, o que trouxe novas oportunidades de vendas, pois aumentou o volume de pedidos neste segmento. Além disso, a empresa também realiza entregas para seus parceiros comerciais.

 

Se você quiser saber mais sobre a presença da Amazon no Brasil, ouça nosso podcast com Mauricio Salvador e Maurici Junior.