Atualização do Algoritmo do Google 2017

Com algumas novidades sobre o algoritmo do Google, a ComSchool convidou um especialista em SEO para nos ajudar a entender essas mudanças. Confira:

Nesse ano de 2017 o Google lançou uma nova atualização do seu algoritmo que foi denominado Google Fred Update que tem como o maior objetivo penalizar os sites com baixo conteúdo que foram construídos apenas visando lucro com a exploração dos banners de afiliados.

Como o Google não fala o seu segredo, tudo sobre qualquer atualização dos seus algoritmos, gera muito assunto nas redes sociais, e os profissionais da área começam a testar aquilo que está sendo notificado ou comentado por todos.

Com o Google Fred Update não foi diferente, mas o próprio Google confirmou a notícia através do seu analista de tendência, o Suíço Gary Illyes, durante a primeira edição da (SMX) Search Marketing Expor, que aconteceu entre os dias 21 a 23 de março de 2017 na Califórnia, Estado Unidos.

Gary foi muito questionado sobre a o Google Fred Update e respondeu: a atualização do algoritmo está passando por algumas novidades que visam atingir diretamente os sites com “conteúdo de baixo valor”. Ou seja, aqueles sites que entregam o que o seu usuário quer com qualidade, autoridade e relevância ficarão na frente dos outros.

Como podemos sair na frente dos nossos concorrentes depois do Google Fred Update?

Na realidade, não é depois da atualização do algoritmo que os profissionais de marketing digital ou os sites que foram impactados pela atualização do Fred deveriam se questionar. Os profissionais de marketing, principalmente aqueles que trabalham com SEO (Search Engine Optimization) têm a obrigação de saber que o Google busca sempre entregar um conteúdo único e de qualidade, que responde aquilo que o seu usuário pesquisou. Se você não produzir conteúdo relevante, com certeza será penalizado pelo algoritmo a qualquer momento e o seu concorrente vai sempre estar na sua frente nos resultados de busca orgânicos.

O Google, desde o seu surgimento, vem atualizando o seu algoritmo para melhorar o resultado e entregar ao usuário um conteúdo rico, qualificado, especial, único e cada vez mais rápido.

O que o Google considera conteúdo adequado para as primeiras posições?

Não adianta produzir qualquer conteúdo e achar que vamos ranquear para qualquer palavra-chave; temos que fazer um bom planejamento de conteúdo. Temos que entender quais são as dores do público, quais páginas podemos acrescentar para gerar mais tráfego ou até mesmo criar uma nova página para ajudar o consumidor nas suas dificuldades.

Quando falamos em conteúdo não estamos falando apenas em texto. É lógico que o texto vai representar a maior parte da página, mas ao produzir um texto sobre qualquer assunto, não se deve pensar apenas no Google, mas em entregar realmente aquilo que o usuário está procurando. Se estiver adequado a tudo isso é questão de tempo para o seu post, página ou site estar nas primeiras posições com as pessoas comentando e explorando o bom conteúdo que você produziu.

Uso de outros recursos na página

Junto com o texto produzido temos a obrigação de acrescentar fotos relacionadas ao tema para acrescentar valor e deixar o conteúdo mais leve. Além disso, também podemos criar vídeos para ajudar o entendimento das pessoas sobre qualquer assunto. Hoje o Youtube é o segundo buscador mais utilizado no mundo.

O que não podemos esquecer é a essência do Google. Se você tem um site, blog ou um e-commerce, seja para qualquer finalidade e está produzindo um conteúdo rico, usando as técnicas de SEO de maneira correta, nenhuma atualização do algoritmo vai penalizar sua página, pelo contrário, cada vez mais você vai ser relevante e recompensado por esse trabalho.

Felipe Muniz – Formado em Publicidade e Propaganda, especialista em SEO e atualmente analista de SEO na iHouse Web, agência de Marketing Digital que atende grandes marcas nos segmentos de moda, tecnologia e e-commerce.

Quer aprender as melhores técnicas de SEO e como melhorar o posicionamento do seu site nas buscas no Google? Deixe a ComSchool te ajudar com isso!

Além desse, a ComSchool tem outros 170 cursos que podem ajudar você a turbinar a carreira e fazer um networking de alto nível. Todos os cursos dão direito aos Selos Profissionais Certificados.