Aumente a taxa de Conversão e a eficiência operacional 

Aumento de Taxa de Conversão e Eficiência Operacional para o seu Negócio

A ComSchool promoveu mais uma manhã com palestras incríveis visando compartilhar técnicas para aumentar a taxa de conversão no e-commerce.

A edição de setembro do Networking Digital Day teve a presença de especialistas em e-commerce, sistemas de gestão, tecnologia, negócios e marketing digital.

O evento é gratuito e ajuda profissionais a se atualizarem e a conhecerem especialistas de mercado. Assim, os participantes ficam por dentro de tendências, soluções, ferramentas e novos cenários.

Otimize sua estratégia de negócios e melhore a conversão

A primeira palestra do evento foi realizada por Julien Gaspar, International Sales manager da Opiniões Verificadas. Segundo o especialista, para aumentar as conversões e as vendas as empresas de ecommerce deve trabalhar visando equilibrar a eficiência operacional.

Os consumidores não podem enfrentar dificuldades ao pesquisar no site da loja virtual, com o meio de pagamento, a logística, transporte ou qualquer outro setor envolvido.

Assim, a eficiência se traduz no dia a dia e temos que conhece as expectativas dos consumidores. É importante que o ecommerce tenha a seguintes informações:

  • Conhecer seus problemas e atuar sobre eles;

  • Constante pesquisa sobre as experiências do consumidor (o que eles acharam da compra, entrega, produto);

  • Baixo índice de trocas – fornecer o máximo de informações para o consumidor tomar a decisão correta de compra.

Para aumentar a taxa de conversão, o e-commerce deve ter uma boa reputação pública nos principais pontos da jornada de compra e ter uma visão da experiência que seus clientes tiveram ao adquirir seus produtos.

“O objetivo final é que as pessoas estejam contentes e possam deixar um review positivo na página do produto”, aconselhou Gaspar.

Controle de gestão: venda em múltiplos canais

Na palestra seguinte, Guilherme Minuzzi, coordernador de marketing da Bling, abordou o tema “Como vender em múltiplos canais com controle de gestão”.

Além de administrar bem um negócio, o empresário está sempre em busca de fromas para aumentar a receita.

De acordo com o especialista, vender em um marketplace tem sido uma alternativa interessante para quem deseja ampliar sua clientela e o faturamento.

No e-commerce, esta tem sido uma excelente opção e, conforme a ABCom (Associação Brasileira de E-commerce), 31,5% das vendas do e-commerce, no ano passado, foram por meio de marketplaces.

Quando as primeiras vendas por meio desta plataforma acontecem, o empresário costuma pensar se ele deve arriscar em outros marketplaces e como isso impactará na operação.

Confira as boas práticas para gerenciar vendas em múltiplos canais recomendadas por Minuzzi:

Controlar informações em tempo real – utilizando ferramentas que proporcionem uma visão completa de diversas plataformas e em qualquer tipo de equipamento (computador ou dispositivos móveis ).

Automatizar o controle de estoque – este é o ponto chave e muito importante para manter o negócio.

Defina uma política clara de estoques – é importante definir alguns parâmetros, o lead time de reposição e os critérios adotados para a liquidação de estoques obsoletos e promocionais.

Conduza inventários permanentes – evite perdas financeiras e situações ruins como vender produtos que não estão disponíveis.

Minimize os níveis de estoque – puxe o estoque apenas quando for necessário e não invista na reposição apenas para aproveitar as oportunidades.

Não tenha receio de liquidar o estoque – faça promoções e venda todos os produtos para evitar que o investimento fique parado.

Controle seu financeiro – garanta que não falte recursos no caixa para repor os itens e identifique o retorno com mais facilidade.

Busque a melhor solução logística – atenda as expectativas dos seus clientes entregando seus pedidos dentro do prazo (ou até antes).

Utilize um sistema ERP para gerenciamento de prazos – a adoção deste sistema é fundamental para ter uma operação mais eficiente e ágil, sem gerar retrabalho.

Usabilidade: melhore sua conversão

A terceira apresentação focou na importância da usabilidade do site para melhorar a conversão. Para começar, Leonardo Alves, CEO da Ponto Code, definiu a usabilidade como o grau de facilidade com que o usuário mexe na sua loja.

De acordo com a norma ISO 924, a usabilidade de um sistema deve ter os seguintes aspectos:

  • Facilidade de aprendizado – o usuário deve lembrar como utilizar a interface depois de algum tempo;

  • Maximizar a produtividade – permitir que o usuário realize a tarefa de forma rápida e eficiente;

  • Minimizar a taxa de erros – avisa o usuário realizar a tarefa de forma rápida e eficiente;

  • Maximizar a satisfação – inspirar confiança e segurança.

No caso do e-commerce, tem a missão de diminuir as barreiras na jornada de compra e incentivar o consumidor a concluí-la, o que aumenta a taxa de conversão.

Assim, o cliente de uma loja virtual deve encontrar com facilidade o que procura, ter informações da mercadoria, visualizar os preços e opções de pagamento, entre outras, como o menor número de cliques possível.

Investir na usabilidade incentiva a permanência do cliente no site, pois ele encontra o que precisava. Além disso, diminui o custo por aquisição, diminui a concorrência e retem os consumidores.

Marketplace: canais de venda x mídia online

A penúltima palestra foi conduzida por André Ferracini, diretor comercial da 00k. Após comentar como é este mercado, o especialista falou sobre as estratégias mais importantes para atrair o público-alvo.

Segundo Ferracini, o primeiro passo é definir com quem a empresa deseja se comunicar, descobrindo quem é o consumidor e por que ele dá valor ao seu produto.

Para isso, ele recomenda criar anúncios com um conteúdo legal, consistente e que incentive o cliente a desejar o seu produto. “Vemos casos de anúncios que continuam vendendo após cinco anos”, comentou Ferracini.

Outra dica é realizar uma campanha teste que, na maioria das vezes, já tem um excelente resultado.

O primeiro passo é criar uma lista de palavras-chave usando o “Planejador de Palavras-Chave” e o Google Trends. Em seguida, crie cinco campanhas:

  • Rede de pesquisa com exibição de display;

  • Rede de pesquisa;

  • Rede de display;

  • Google shopping;

  • Video online.

Para finalizar, crie um grupo de anúncios considerando a relevância da palavra-chave, o call to action e o valor do produto (não o preço). Também preste atenção aos lances e orçamentos (CPC, CPM e CPA).

Homens X Máquinas

Mauricio Salvador, CEO da ComSchool, fechou o evento trazendo uma reflexão profunda sobre o futuro. Ele alertou para a possibilidade dos profissionais serem substituidos por máquina e sobre a extinção de algumas profissões que conhecemos.

“O modo de trabalhar mudou e estamos vivendo um momento de mudanças, uma nova revolução, uma grande onda que varrerá um monte de gente que está parada”, comentou Salvador.

Para surfar nesta “onda”, o CEO da ComSchool fez algumas recomendações:

  1. Conheça e domine as ferramentas certas, além do conhecimento;

  2. Aprendizagem constante, pois agora não existe mais aquela história de “terminei a faculdade, acabei meus estudos”;

  3. Digitalize-se e “entre de cabeça” no mundo digital e entenda as ferramentas digitais;

  4. Faça o que você ama.

A palestra seguiu se aprofundando no assunto e contando com a participação das pessoas presentes no auditório. Você pode conferir todas as apresentações no vídeo a seguir:

Veja as fotos do evento no Facebook: http://comschool.co/ndd-10-2018

Se você gostou do Networking Digital Day e ficou interessado em saber mais como aumentar as taxas de conversão de uma loja virtual, confira os cursos de ecommerce, cursos de mídias sociais e cursos de marketing digital da ComSchool.