Black Friday deve movimentar R$ 978 milhões em 2015, aponta organização oficial

O ano de 2015 não tem apresentado bons indicadores econômicos. Apesar da retração em diversos setores, incluindo o varejo físico, o e-commerce é um dos segmentos que ainda possui expectativas animadoras. Prova disso é a previsão de faturamento da Black Friday, realizado pelo Busca Descontos, em parceria com a ClearSale, empresa especializada em soluções antifraude.De acordo com a organização oficial do evento, a edição deste ano, que acontece em 27 de novembro, deve bater o recorde do ano passado, alcançando a marca de R$ 978 milhões em faturamento no período.

Ainda de acordo com a estimativa, o ticket médio deste ano também deve ultrapassar a marca de 2014: R$ 422,39 contra R$ 416,75, respectivamente. “Os dados mostram uma expectativa de crescimento de 10% em relação a 2014, o que é relevante em um ano economicamente mais complicado. Além disso, a previsão é o consumidor valorize ainda mais seu dinheiro, pesquisando mais as melhores ofertas e comprar mais com menos”, afirma Juliano Motta, diretor de operações da BlackFriday.com.br.

Fraudes no período
O levantamento realizado em parceria mostra também o comportamento de compras ilegais durante o período. Espera-se no dia 27 uma soma de R$ 15 milhões em tentativas de transações indevidas. “Na Black Friday, a preocupação maior do consumidor deve ser com outros pontos importantes na hora da compra. Se a loja só aceitar boletos bancários e transferências eletrônicas, por exemplo, desconfie”, comenta Omar Jarouche, Gerente de Inteligência Estatística da ClearSale. “Outra dica é sempre buscar pela reputação da loja em fóruns e sites que registram índices de reclamações”, completa.

Dia 27 de novembro
Das 0h de 27 de novembro às 23h59 do mesmo dia, os consumidores terão a oportunidade de economizar em diversos setores durante a BlackFriday.com.br. O evento, organizado pelo Busca Descontos, está em sua sexta edição e já tem grandes varejistas confirmados, como Marisa, GM, Nespresso, Hering, Privalia, Lojas Colombo, Hotel Urbano, Mercado Livre, Saraiva, HP, Netfarma, CVC, Bestday e Azul.