Como usar os conceitos de relacionamentos interpessoais nas Mídias Sociais

Quando uma empresa quer se inserir dentro do universo das mídias sociais,ela precisa criar sua “personalidade”. Essa manobra ajuda a construir uma imagem mais agradável e facilita o contato entre empresa e cliente. O marketing nas mídias sociais não se distingue entre marketing pessoal e marketing empresarial. Ou seja, os conselhos que valem para o relacionamento pessoal também valem para as empresas.

Um dos livros mais famosos a tratar do assunto de relacionamentos interpessoais, muito antes do surgimento das mídias sociais, é o “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, de Dale Carnegie. O livro é composto de uma série de dicas e conselhos que ajudam pessoas a se relacionar melhor. Alguns desses conselhos podem inclusive ser aplicados dentro do contexto das mídias sociais, melhorando o seu posicionamento online, visibilidade e relevância.

Um exemplo que Carnegie dá em seu livro é o de falar não apenas o que as pessoas querem ouvir, mas COMO querem ouvir, e, a partir de então, quando tiver a atenção do ouvinte, contornar a situação para o seu interesse. Assim, publique aquilo que é interessante para seu público e que possa gerar comentários, desde que esteja em harmonia com a imagem que a empresa quer passar.

O material publicado deve aproveitar e otimizar corretamente as ferramentas da rede social em que for postada. Ou seja, se usar twitter, tagueieo conteúdo e, em seguida, socialize-o. Cuidado com o que é publicado no perfil, evite conteúdo pessoal e temas delicados quepossam ofender a terceiros. É importante entender o contexto em que a empresa está inserida. Lembre-se que as interações criam uma impressão que o cliente vai levar em consideração no momento de consumir os produtos dessa empresa.
Outra dica importante de Carnegie é o de ficar atento a repercussão do que você diz e faz. Nas mídias sociais, a forma mais fácil de fazer isso é utilizando ferramentas de monitoramento de influência social.

O Klouté um bom exemplo de ferramenta de monitoramento, sua missão é identificar quem tem influência na Web. Para tanto, o Klout lista as atividades em dez diferentes redes sociais: Twitter, Facebook, LinkedIn, FourSquare, YouTube, Blogger, Tumblr, Flickr, Last.fm e Instagram. A Integração do Google + deve vir em breve.

Para obter estas informações ele sincroniza suas contas e gera um gráfico de influência, incluindo:

– Pontuação Klout: Mensura a influência geral online.
– Influência Network: O nível de influência do seu público.
– Probabilidade de alcance: A probabilidade de que o seu conteúdo vai ser atendido.
– Alcance Verdadeiro

Uma das áreas mais interessantes da Klout é a capacidade de comparar as pontuações de influência para identificar os tipos de pessoas que são influenciadores e as suas atividades. Por exemplo, Anita SmallBizTrend Campbell é identificada como um curador e somos capazes de ver por que e como a atividade é diferente dos outros.

O Klouté é considerado uma das melhores ferramentas que temos para mapear e determinar quem pode ser influente sobre determinados temas e qual o alcance dentro das redes sociais.