Como Vender Para Adolescentes no E-commerce

Os internautas adolescentes, que têm entre 12 e 17 anos, são parte de um grupo chamado nativos digitais. Eles recebem esse nome porque, diferentemente dos seus pais, já nasceram imersos na tecnologia, compreendendo e desfrutando os benefícios da internet como ninguém. Sendo assim, esse grupo tem um comportamento muito específico diante do e-commerce, sentindo-se muito confortável para realizar todas as operações de compra que a internet permitir.

 

Tanto é verdade que, de acordo com pesquisa da Pipper Jaffray, 79% do público adolescente feminino e 76% do público masculino da mesma faixa etária afirmam já ter comprado no comércio eletrônico ao menos uma vez na vida. As transações foram efetuadas com autorização dos pais, esses que forneceram cartão de crédito ou pagaram o boleto. Em alguns casos, o próprio jovem já tinha seu cartão de crédito.

 

O fato de o público adolescente confiar na internet é um ponto positivo para as lojas online que vendem para o consumidor jovem. Entretanto, o desafio sempre será reter esse cliente. Inconstantes e imprevisíveis, os jovens não perdem tempo nem dedicam paciência aos sites que não os compreendem. E falar em compreensão, na web, é falar de usabilidade.

As lojas virtuais para o público adolescente devem usar menos texto e seguir o design padrão, ou seja, entregar o que esperam, sem oferecer obstáculos para a compra. Ainda há outras características específicas para se observar no design, a fim de chamar a atenção dos adolescentes, como o uso de cores brilhantes e de imagens em alta definição.

 

Talvez a grande diferença do público jovem para os demais é que esse já espera a integração de todos os meios de comunicação da marca, como vídeos e músicas, jogos interativos e redes sociais. Portanto, a comunicação deve ser alinhada e bem elaborada independentemente do meio, porque o público buscará informações em todas as plataformas. Aproveitar-se da inquietude dos jovens e levá-los aos outros canais da marca é uma grande oportunidade para conquistá-los em diversas dimensões.
Para vender para o público adolescente, assim como para qualquer outro, é preciso conhecer o comportamento do target. Saber que o jovem é um consumidor que se preocupa com o preço – já que são dependentes financeiramente – é importante para priorizar esse aspecto no seu e-commerce. Além disso, uma funcionalidade interessante de adicionar ao seu site é a lista de desejos. Como mencionado, o adolescente tem pouco poder aquisitivo ou nenhum. Porém, ele adicionando os itens que deseja à lista, abre a possibilidade para que alguém o presenteie com os produtos da sua loja.

 


Quer aprender mais sobre esse e outros temas relacionados ao Ecommerce? Conheça o Curso de Ecommerce na Prática da Comschool.

Ecommerce na Prática