Crianças empreendedoras no e-commerce

“Nunca é tarde (ou cedo demais) para começar um negócio”. A frase de efeito publicada em um texto do Estadão.com serve para dar o mote da história fascinante da norte-americana Hannah Altman. É dela o feito de abrir um e-commerce aos 7 anos de idade. “Com o apoio dos pais, ela investiu em produtos e brinquedos voltados ao público infantil e começou a vendê-los pela internet em 2007, nos Estados Unidos”, detalha o texto do portal de notícias. Hoje, prestes a fazer 14 anos, Hannah é uma empresária de sucesso.

Hannah Altman não é a única a exercitar o empreendedorismo de forma precoce. Há espalhados mundo afora vários exemplos. Como destaca o site Administradores.com, aos 9 anos, o norte-americano Moziah Bridges aprendeu a fazer gravatas-borboleta com a avó. Hoje, aos 11, Bridges já fatura R$ 69 mil vendendo os acessórios na internet. E pasme: além de criativo, o rapazinho é ainda visionários como indicam suas declarações à imprensa.

“Ralph Lauren começou a vender gravatas quando tinha 10 anos, então, acho que posso ser realmente famoso como ele, por isso vou manter o meu negócio a todo vapor até eu ficar mais velho“, afirmou o menino. Bridges, segundo o site Administradores, declarou à Forbes que deseja expandir seus negócios e criar gravatas tradicionais, lenços e roupas masculinas infantis.

 

Empresa Júnior, Consultoria Gratuita

Essas duas histórias trazem duas certezas: a de que abrir e gerenciar um bom negócio na web independe da idade e da experiência. O que rege em boa parte desses e de outros projetos promissores são três atributos: criatividade, perseverança e uma estratégia mínima de plano de negócio.

 

 

A ComShool pode ajudá-lo nesses três quesitos.  Além de oferecer uma rica gama de cursos voltados a estruturar novos projetos na web, a escola disponibiliza um serviço chamado de Empresa Júnior, Consultoria Gratuita.

Ao fazer o curso de Gerente de Ecommerce, você tem acesso a várias sessões de consultoria do serviço Empresa Júnior, sem custo extra. Nela, os principais profissionais do mercado de e-commerce vão analisar seu projeto com um critério profissional de alto nível. Além dessa troca de conhecimento, será uma chance valiosa para turbinar seu networking.

E para que você se sinta seguro e confortável durante os bate-papos e reuniões, essa iniciativa conta com o amparo de contratos de confidencialidade.

 

Fonte:

http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,menina-de-7-anos-monta-loja-na-internet–faz-sucesso-e-contrata-a-mae-como-funcionaria,4488,0.htm

http://www.administradores.com.br/noticias/negocios/garoto-de-11-anos-fatura-r-69-mil-em-e-commerce/78735/