Descubra o e-commerce que mais cresce no Brasil

O E-commerce de moda tem ganhado cada vez mais espaço e atenção no comércio eletrônico brasileiro. Dados do relatório WebShoppers do ano de 2014, sobre o desempenho do comércio eletrônico no Brasil publicado pela E-bit, revelam que o segmento de Moda e Acessórios é o que mais apresenta crescimento, ficou posicionado em primeiro lugar com um percentual de 17,5%. Em segundo colocado, se encontra o segmento de Cosméticos e Perfumaria com um percentual de 17,4%.

Faça já a sua inscrição!

Esse crescimento espantoso tem sido impulsionado pelos consumidores que, passando por experiências de compras online bem sucedidas anteriormente, estão cada vez mais dispostos a usufruir e explorar o comércio eletrônico. A segurança na hora do pagamento aumentou, o que também contribuiu para esse crescimento. Clientes que antes tinham receio, e que achavam arriscado dar suas informações na hora de realizar o pagamento, podem ficar mais tranquilos com as certificações de segurança dadas ao processo.

 

Outro fator contribuinte tem sido ter a garantia da qualidade cumprida e conservação do produto mantida até a entrega.  É um desafio e tanto realizar a entrega do produto em perfeito estado ao cliente, mas vem sendo bem sucedida. A troca de produtos é uma das premissas para fidelizar o cliente também. Isso vem aumentando a confiabilidade e conforto das pessoas em comprar mais e mais através da plataforma online.

 

Com o e-commerce de moda cada vez mais ascendente, as lojas buscam proporcionar ao seu cliente a máxima semelhança entre as experiências da compra física e virtual. Vídeos em boa qualidade, imagens de todos os ângulos do produto, detalhamentos e especificações que induzem o consumidor a se sentir tão seguro em relação ao que estão comprando quanto como se estivessem com o produto em mãos; só que com a conveniência de sequer precisar sair de casa. Até aplicativos de prova virtual de roupas já foi desenvolvido e tem dado muito certo.

 

Em termos tecnológicos, a operação de e-commerce é sempre a mesma, seja em qual for o segmento. Porém, a diferença é existente entre eles, sim. No comércio eletrônico de moda, a relação estabelecida com o cliente e a logística exigem uma atenção especial, principalmente por trabalhar com tamanhos e numerações. O público consumidor desse nicho exige uma linguagem e abordagem diferenciadas, sendo a maior parte dele o feminino. A exigência sobre o marketing de moda para estabelecer a relação afetuosa e o laço de fidelidade entre o cliente e a marca é muito maior.

 

Um e-commerce de moda é uma boa escolha para quem quer começar com algum negócio em ambiente digital. E quanto mais bem preparado você estiver mais aumentam as chances do seu projeto ser bem sucedido. A ComSchool tem cursos incríveis, entre ele o de E-commerce de moda, que mostra aspectos estratégicos, gerenciais, de marketing e operações de e-commerce de roupas.

Em São Paulo o curso também dá direito à Empresa Júnior, consultoria gratuita para auxiliar o seu projeto de e-commerce. Não deixe de conhecer!