Dez dicas simples e práticas de vendas para sua loja virtual em 2017

Nosso Inside Sales Marcos Sales e o Especialista em Marketing Digital e Comércio Eletrônico Maurici Junior, reuniram Dez dicas simples e práticas de vendas para sua loja virtual em 2017. Confira: 

 

1 – Recuperação de carrinhos abandonados

Utilize alguma ferramenta para identificar os carrinhos abandonados em sua loja virtual e envie um e-mail com um cupom de desconto para incentivar a conclusão da compra. Uma ferramenta indicada para isso é a CartStack (https://www.cartstack.com.br/)

 

2 – Ligue para seu cliente no aniversário

Sim, isso mesmo! Ligue para o seu cliente em seu aniversário concedendo um desconto especial. Várias lojas virtuais enviam e-mails para os clientes aniversariantes, mas você já pensou em também ligar para ele!? Na ligação você pode dizer que irá enviar para ele um e-mail com um cupom de desconto bem bacana!

 

3 – Esteja presente no carrinho de compras

No carrinho de compras deixe visíveis os seus contatos (telefone, e-mail, WhatsApp). Isso pode ajudar a reduzir a taxa de abandono de carrinhos, caso o cliente tenha alguma dúvida sobre o produto, formas de pagamento, prazo de entrega, etc.

 

4 – Peça para seu cliente fazer um post usando uma hashtag específica

Uma dica legal e simples de fazer é enviar dentro da embalagem um folheto pedindo para seu cliente postar uma foto do produto usando uma hashtag específica criada por você. As hashtags são fáceis de monitorar! Selecione as melhores fotos e publique em suas redes sociais.

 

5 – Atenda o telefone no primeiro toque

Já presenciei vários e-commerces que deixam o telefone exposto no site e não atendem as ligações ou demoram uma eternidade para atender. Comece a atender as ligações no primeiro toque e impressione o cliente!

 

6 – Continue apostando em divulgação…

Divulgar a loja virtual ainda é a melhor opção para a geração de tráfego qualificado. É como numa loja física: se ninguém entrar, não há vendas.

Um dos principais erros dos empreendedores no e-commerce é achar que basta colocar um site no ar e se preparar para a a enxurrada de pedidos.

 

7 – …mas da forma certa.

Muitos empreendedores investem em mídia sem o conhecimento necessário. E essa ainda é uma competência importante para 2017. Melhor do que colocar um investimento em links patrocinados sem estratégia, apenas porque o concorrente também está no Google, é aprender sobre marketing digital e otimizar as campanhas para fazer mais com menos. Um exemplo prático é a otimização do índice de qualidade do Google. Quanto maior esse índice, melhor para a campanha e mais baixos serão os custos de CPC.

 

8 – Mantenha-se atento a novidades.

A cada dia surgem novas ferramentas nesse universo do marketing digital. São mecanismos para atendimento via chat online, novas abordagens do consumidor, novas formas de anúncio no Facebook e Google, envio de notificações para o usuário, novos meios de análise de fraudes, formas de pagamento e muitas outras possibilidades. O segredo está em não cair na mesmice, mas procurar inovar sempre. A grande vantagem do digital é que é possível mensurar o que está acontecendo e fazer testes. Se não funcionar, dá para mudar a estratégia com grande agilidade e otimizar o que deu certo.

 

9 – Atenção à força dos marketplaces

No último ano, vimos a consolidação dos tradicionais marketplaces e o surgimento de novos canais verticais. São marketplaces de nicho, específicos para moda, serviços, petshop, doces, brindes e outros. Vender em um marketplace pode ser uma estratégia interessante, pois eles concentram alto volume de tráfego qualificado, o que permite aumento na quantidade de pedidos de uma loja virtual. O processo de venda nestes canais pode ser gerenciado através do seu ERP ou de integradores específicos, como Any Market, Olist, Hub2b e SkyHub.

 

10 – Continue apostando em e-mail marketing

Se você já usa e-mail marketing para vender na sua loja virtual, continue com essa ferramenta. O e-mail marketing é uma das melhores formas de conversão em um e-commerce atualmente. Muitos empreendedores se queixam que o e-mail não vende e preferem trabalhar outras ferramentas. Isso é porque a estratégia está errada. Invista tempo em otimização das ações de disparo, realizando testes A/B de assunto, peça, base e ferramenta de disparo. Segmente sua base e realize disparos cada vez mais personalizados. Estudos mostram que e-mails baseados na navegação do usuário no site trazem aumento considerável em taxa de conversão.

 

 

Artigo escrito por:

Marcos Sales – Administrador e especialista em vendas no mercado educacional, com foco em treinamentos digitais de alta performance. Atualmente é Inside Sales na ComSchool, onde atende empresas do mercado digital ajudando-as a encontrar treinamentos ideais para o desenvolvimento profissional do aluno. Já atendeu clientes como Livraria Cultura, Google Brasil, Magazine Luiza, Staples, Bradesco, Ministério da Cultura, entre outras grandes marcas.

 

Maurici Junior – Especialista em Marketing Digital e Comércio Eletrônico, sócio na iHouse Web e coordenador do Projeto Empresa Junior, da ComSchool, onde também ministra aulas de E-commerce, Marketing Digital, Mídias Sociais e Estratégias no Alibaba.com. É professor convidado na pós-graduação de Assessoria da Comunicação em Mídias Sociais da Anhembi Morumbi e no MBA em Marketing em Vendas do IBG Rondonópolis, MT. Graduado em Publicidade. Pós-Graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais. Trabalhou em empresas de serviço e consumo, tais como Clube Esperia, Pizza Hut e Camicado. Possui vivência em comunicação e gestão de redes sociais, programas de afiliados, plataformas de e-commerce, endomarketing, e-mail marketing, SEO, AdWords, marketing de relacionamento e SAC 2.0.

 

Quer se tornar um especialista em Marketing Digital? Saiba como.