Fotografia no E-commerce para aumentar a conversão

Quando a internet começou a se transformar em oportunidade de canal de venda e iniciaram as operações em e-commerce, o grande receio era de que as pessoas não confiassem em um produto que não podem tocar antes da compra. Porém, para mudar essa realidade e aproximar o cliente do produto, o e-commerce investiu em recursos poderosos, como a fotografia.

Acredite: uma foto vendável é a chave para o sucesso do seu e-commerce. Pesquisas já provaram que fotografias de qualidade não só aumentam as vendas como também diminuem as taxas de devolução de produtos, já que alinham as expectativas do cliente ao que receberão em casa. Infelizmente, a maioria das lojas virtuais ainda deixa a desejar quando o assunto são as imagens. Esse recurso, que é tão importante para impulsionar vendas, acaba sendo deixado de lado em grande parte dos e-commerces. Muitos se limitam às fotos fornecidas pelo fabricante ou até mesmo reaproveitam as imagens dos concorrentes. Uma boa alternativa é contatar um profissional especializado para fotografar seus produtos. Mas, aos que preferem fazer esse serviço por conta própria, alguns cuidados devem ser observados.

 

Primeiramente, o foco deve ser a qualidade da imagem. E qualidade não é o mesmo que resolução. Uma foto com qualidade depende mais dos esforços de quem vai manusear os equipamentos fotográficos que da própria capacidade da câmera. Para uma imagem de qualidade, você deve se preocupar em não captar sombras, em posicionar-se nos ângulos corretos. A resolução dará a definição das bordas do produto. Sabe quando tentamos dar zoom em uma foto, e os contornos ficam distorcidos, a imagem aparece toda pixelada? É porque a foto tem baixa resolução. Mas, aumentar absurdamente a resolução não é a saída. As imagens ficam muito pesadas e, em conexões mais lentas, demoram para carregar. Então, para não acabar impossibilitando o usuário de visualizar sua foto, cuide da resolução. Um tamanho interessante tem em torno de 1000 pixels e o peso do arquivo em torno de 40 a 70Kb.

 

Planejar a fotografia também é muito importante. Antes de sair clicando qualquer pose do seu produto, pense em como ele pode ser explorado frente à câmera a fim de torná-lo “real” para o visitante do seu site. Explore diferentes enquadramentos, que abranjam o produto como um todo e outros que mostrem os detalhes importantes. Além disso, considere ambientar o produto. Se estiver fotografando uma torradeira, além de fazer a imagem com fundo branco, tente colocá-la em uma mesa de café da manhã com pães tostados ao lado. Ajuda o cliente a ter melhor noção das proporções e a imaginar-se usando o produto.
Para finalizar, uma dica valiosa que ajudará o SEO e é muito simples de aplicar no seu e-commerce. Antes de upar as fotos no site, salve-as com o nome e o modelo do produto. Se você fotografou uma calça jeans, por exemplo, pode salvar o arquivo com um nome parecido com Calça-Jeans-Skinny-Masculina.JPEG. Isso melhora o posicionamento da sua página na busca por imagens do Google. E atenção: separe as palavras com hífens, não com espaços em branco.

 


Quer aperfeiçoar seus conhecimentos para vendas online e marketing na web? Conheça o Curso de Gerente de Ecommerce e Marketing Digital da Comschool e estude com alguns dos grandes nomes do e-commerce brasileiro.

AcesseCurso de Gerente de Ecommerce e Marketing Digital

A próxima turma inicia em setembro, garanta já a sua vaga!