Ganhe mais visibilidade com o Google Shopping

O uso de comparadores de preços tem crescido no mundo todo. Entre os mecanismos de comparação líderes no mercado brasileiro está o Google Shopping, posicionado em segundo lugar, apenas abaixo do Buscapé. Mas, afinal, qual a ideia por trás do Google Shopping? Quais são as vantagens de usá-lo? Como se pode inserir produtos nesse mecanismo de comparação? Como funciona o posicionamento dos produtos?

 

Se você já buscou por algum produto no Google e clicou no link de algum produto com foto, já usou o mecanismo sem sequer perceber clicando em um item do comparador. Além de os produtos serem exibidos nos resultados orgânicos da busca padrão do mecanismo do Google, há uma página exclusiva de seu serviço de comparação.

 

A ideia do Google Shopping é muito simples: apresentar produtos relevantes à consulta do usuário, sempre com um link direto para a loja online, além de oferecer fotos desse produto e reviews de outros usuários sobre o determinado item buscado. Ao mesmo tempo que aprimorar a experiência de compra do usuário, esse comparador visa proporcionar aos lojistas de e-commerce uma nova maneira de terem seus produtos ofertados e visíveis, gerando um aumento em suas vendas com um ROI (“return on investment”: retorno sobre investimento) de maior qualidade.

 

As vantagens de fazer uso do Google Shopping são várias. Esse comparador atrai compradores em potencial para seu e-commerce. Além da divulgação dos produtos, há a divulgação das lojas que estão os oferecendo: o consumidor é redirecionado automaticamente à loja com apenas um click na foto ou no link do produto. Isso tudo é oferecido ao lojista por um preço mais baixo comparado a outros mecanismos que oferecem o mesmo serviço e a outros tipos de campanhas.

 

Você poderá inserir produtos do seu e-commerce no Google Shopping de maneira prática. Cadastrar-se no Google Merchant Center é o primeiro passo. Pode ser a mesma conta que usa no Adwords. Depois de configurar a conta, realize a inserção das informações dos produtos através do arquivo chamado feed.xml, como dados gerais sobre o produto, disponibilidade, preço, identificadores exclusivos do produto, variantes do item, taxas e juros, atributos adicionais, etc.

 

Como funciona esse mecanismo? Não se sabe exatamente como o Google Shopping filtra e apresenta os produtos, mas há indícios:

  1. Título da página do produto: a title tag da página do produto no website contribui para a visibilidade dele;
  2. Preço: oferecer um produto com preço competitivo, em conta, é uma ferramenta para alavancar seu pocionamento nos resultados;

 

  • Descrição do produto: a maioria dos websites enviam descrições padrões do fabricante sobre o produto. Adicione informações interessantes a mais e terá um grande diferencial.
  • Feed: quanto mais bem trabalhadas as informações enviadas no feed, melhor posicionado você e seu produto ficará.
  • Imagem: use sempre mais de uma ou duas fotos para o seu produto. Garantir a diversidade e qualidade delas irá ajudar a superar a concorrência.

 

 

Com essas informações e dicas, você está pronto para começar a tirar proveito do que o Google Shopping tem a lhe oferecer. Sempre tenha o cuidado de acompanhar os resultados estatísticos e fique atento para possíveis alterações que se mostrem necessárias no feed  para seus produtos ganharem maior relevância nos resultados.

 


001211_0n[1]Faça o Curso de Especialista em Google Marketing e conheça todas as ferramentas disponíveis, como gerenciá-las para agregar valor ao seu negócio, ou ao seu desempenho profissional.