Link building e a performance em SEO

Quando falamos de otimização para mecanismos de busca (SEO), a pergunta se mantém em qualquer época do ano: a prática de link building ainda é relevante para a performance em SEO? Antes de responder essa questão devemos entender melhor sobre link building e sua real necessidade em uma estratégia de SEO.

 

O que é Link building?

 

A tradução mais aproximada de link building seria “construção de referências” em que a referência no mundo online basicamente é uma indicação (link) de um site terceiro apontando para o seu. Quanto mais recomendações, mais influente você se torna em um determinado tema. O link precisa ser “follow”, ou seja, um link do qual o site permite lhe transmitir relevância. A estrutura HTML deve ser semelhante a este exemplo:

 

<a href=”http://www.comschool.com.br/ ” target=”_blank” >ComSchool</a>

 

Como escolher bons parceiros para link building?

 

Para que possamos nos aprofundar nesse tema, usaremos a analogia de indicações no mundo real, o famoso “boca-a-boca”. Para que você tenha uma grande relevância em um determinado tema, você precisa ser recomendado por pessoas da sua área ou de áreas similares. Por exemplo, a ComSchool, escola de marketing digital, pode recomendar a Score Media em seu site para uma “Agência de Marketing digital de performance”

O segredo para escolher bons parceiros de link building é encontrar sites que tenham um conteúdo correlacionado à sua atividade principal, como blogs de moda indicarem e-commerce’s de moda, associações de comércio eletrônico indicarem seu e-commerce (ex: ABCOMM) ou, até mesmo, grandes portais de esportes citam sua marca de tênis de corrida. Normalmente, grandes redes sociais não permitem link building, portanto, qualquer link criado nelas são “nofollow” (não passa nenhuma relevância).

 

Como otimizar um link (tag, title, etc.)

 

Não é necessário um grande conhecimento em html para se criar o link perfeito, usando a estrutura html citada anteriormente podemos identificar se o link passa ou não relevância facilmente:

Estrutura do link nofollow:

 

<a href=”http://www.google.com.br/” target=”_blank” rel= “nofollow”>

Google

</a>


Estrutura do link follow para linkagem interna do seu site

 

<a href=”http://www.comschool.com.br/curso-de-seo” target=”_blank”>

Curso de SEO

</a>

 

Basicamente, a diferença entre um link follow (passa relevância) e nofollow (não passa relevância) é basicamente o atributo rel= “nofollow”.

 

Confira um rápido guia de três passos para o link building perfeito:

 

  • Texto âncora com conteúdo relacionado à página de destino (ex: Curso de SEO);
  • Certifique-se que o atributo rel = ”nofollow” não esteja na estrutura do link para que ele passe relevância;
  • Para links em formato imagem, certifique-se de inserir um texto alternativo (alt = “Curso de SEO da ComSchool”) relevante no atributo da imagem e em seguida seguir os passos dois e três.

 

Link Building ainda funciona em SEO?

 

Segundo as pesquisas “Ranking Factors”, criadas pela MOZ (uma das principais referências de SEO no mundo), SemRush e Search Engine Land, entre outras, o Link Building ainda funciona para SEO e, sobretudo, é um dos principais fatores de ranqueamento. A previsão é que continue assim por um bom tempo, pois o link building é o principal fator para se mensurar a autoridade de uma página na internet (quantidade e qualidade de links relevantes apontando para um site ou página).

 

Quais estratégias de link building podemos aplicar?

 

Primeiramente, vale salientar que quaisquer más práticas de link building, tais como compra, troca e revenda de links; podem acarretar em punições pelo buscador que variam entre a perda de algumas posições na busca e, até mesmo, a remoção completa dos resultados de seu site nas buscas.

Uma das estratégias mais utilizadas de link building é o Guest Post, este basicamente consiste na criação de um conteúdo de qualidade, que será postado no site de um parceiro ou terceiro por meio de um acordo verbal ou via e-mail. O objetivo principal dessa estratégia é, dentro do conteúdo escrito, criar uma referência que aponte para uma área específica do seu site. Este artigo poderia ser um Guest Post se escrito no blog da ComSchool, por exemplo, com um link follow apontando para o site da Score Media.

Outra estratégia efetiva de construção de referências é a criação de conteúdos em seu blog ou site, para que outros portais possam criar um link para acesso ou download, conhecidos como “link bait” (iscas de links). Quaisquer tipos de conteúdos são bem-vindos, como webinars, ebooks, ferramentas gratuitas e modelos de planilhas, entre outros, tendo como objetivo principal fazer com que as pessoas divulguem em seus próprios sites ou blogs um link de acesso ao seu conteúdo.

Neste, caso é recomendável divulgar o conteúdo em campanhas patrocinadas para amplificar o alcance.

As combinações e estratégias de link building são imensas, se você já aplica as estratégias citadas acima e deseja algo mais avançado, considere esse artigo da Point Blank SEO que sugere cerca de 100 táticas de link building que podem ser ordenadas por tempo de execução, tipo de negócio e valor do link: http://comschool.co/ink-building-strategies

Indiscutivelmente, link building é uma parte vital de qualquer estratégia de SEO. Existe, sim, a necessidade de otimizar seu site e deixá-lo cada vez melhor para indexação, mas deve-se considerar sempre que não adianta apenas ter uma excelente experiência do consumidor e usabilidade, é preciso reputação e autoridade. Um abraço e até a próxima!

Henrique Aren Troitinho é professor da ComSchool e CEO da ScoreMedia