L’Occitane planeja ter 130 operações no País

Renomada no mercado francês de cosméticos, detentora de três marcas diferentes de produtos e que têm seus negócios focados em um público elitizado, afirma ter muitos planos para o Brasil. A rede, que atualmente conta com mais de 84 lojas em operação e quatro spas – uma lojaflagship (bandeira própria L’Occitane en Provence) em São Paulo e três petit spas – espera ter em 2014 em torno de 130 lojas em operação no Brasil (dobrar sua operação), local em que o grupo viu crescimento de 30% das vendas nos últimos três anos.

A iniciativa da empresa vem do sucesso de vendas iniciado em 1996 em terras brasileiras, ano em que a L’Occitane inaugurou sua primeira loja; desde então, a rede não para de crescer. Segundo Ana Chaia, presidente da marca no Brasil, o País é o quinto mercado em potencial da marca francesa. “O Brasil é a 5ª operação mais relevante no ranking mundial de faturamento da companhia, atrás de Japão, Estados Unidos, França e Reino Unido” diz.

Com experiência adquirida em empresas como American Express, Unilever e na Natura, Ana Chaia assumiu a presidência da marca em 2009 com um objetivo – consolidar as estratégias de crescimento contínuo da companhia no mercado nacional. Para isso a especialista estruturou sua equipe, que conta hoje com: Luiz Novaes, vindo do Mc’Donalds; Laura Barros, vinda da L’Oreal; Benjamin Beaufils, vindo da filial mexicana da L’Occitane; Elisabeth Lin, que atuou na Nivea e na P&G, e Pida Landin, com experiência no setor farmacêutico. Implementou ferramentas de business intelligence (inteligência de negócios) para conseguir triplicar o faturamento das vendas que em 2010 atingiu faturamento de 772,3 milhões de Euros. “Prova de que o trabalho tem dado certo é que quando assumi a companhia a L’Occitame tinha 24 lojas no Brasil; hoje este número é de mais de 80 lojas. A presença dos produtos da marca está no e-commerce (vendas pela Internet) e nos diferentes canais de atuação, como farmácias; com a chegada da segunda marca do Grupo L’Occitane, chamada Couvent des Minimes, ela será vendida com exclusividade no Grupo Pão de Açúcar [GPA]”, explica Ana Chaia.

A parceria com a maior rede varejista do Brasil foi anunciada em março deste ano e a previsão é que as linhas de produtos, entre sabonetes, shampoos, cremes corporais, tratamentos para cabelos, entre outros da linha exclusiva, cheguem às gôndolas da rede na próxima semana.

Para a presidente da marca francesa, a escolha do Pão de Açúcar deveu-se à proximidade dos propósitos das marcas: o conceito de exclusividade ao público-alvo A e B. “Escolhemos levar os produtos da marca Le Couvent des Minimes com exclusividade para as lojas do GPA, por considerarmos que as marcas têm o mesmo propósito, como a valorização do bem-estar e de qualidade de vida. Temos projetos ambiciosos no País e os canais de venda, como o Pão de Açúcar, fazem parte desse crescimento”, enfatiza a representante da marca. E completa: “Consideramos que este era o momento de levar uma marca exclusiva, como a Le Couvent des Minimes, para um varejista muito importante no Brasil, com o posicionamento aderente à proposta da nossa marca e que prioriza a qualidade e a excelência nos produtos. Com a parceria queremos atingir as classes A e B no momento das compras no supermercado”.

Fonte: DCI

Veja aqui como ter sucesso no varejo