Marketing de conteúdo B2B e B2C – entenda a diferença!

No universo do e-commerce usa-se muito os termos B2B e B2C. São conceitos já antigos, mas que no contexto do ecommerce ganharam significados mais amplos e importância relevante. Pensando em marketing digital, por exemplo, B2B e B2C são fatores importantes a serem trabalhados e é disso que falaremos neste artigo.

Mas, o que exatamente significa B2B e B2C no contexto do e-commerce?

B2B (Business to Business), dentro do comércio eletrônico, é a sigla que define as transações comerciais online entre empresas. Ou seja, são as transações comerciais em ambientes virtuais (plataformas de e-commerce) entre duas ou mais empresas (distribuidor, importador, revenda, etc).

B2C (Business to Commerce), dentro do comércio eletrônico, é a sigla que define as relações comerciais entre empresas e consumidores finais através de um ambiente virtual (plataforma e-commerce).

Dentro desse contexto, quem trabalha com marketing online sabe que é muito importante hoje desenvolver estratégias de marketing de conteúdo pensando nos públicos B2B e B2C. Os conteúdos devem ser trabalhados de forma diferente para esses dois tipos de público-alvo.

O conteúdo de B2B é destinado para executivos, parceiros, influenciadores da empresa. E o conteúdo B2C se destina aos clientes finais, a criar relacionamento, gerar leads e fortalecer a imagem da marca.

Veja, então, com mais detalhes quais são as principais diferenças entre marketing de conteúdo B2B e B2C.

Conteúdo B2C X Conteúdo B2B

O público-alvo das relações B2B é bem diferente das B2C e por isso, o marketing de conteúdo deve pensar no tipo de linguagem, no conteúdo, no estilo da abordagem em cada uma dessas vertentes particularmente.

As estratégias de marketing de conteúdo B2C levam em consideração as necessidades básicas e desejos do público final. As campanhas são pensadas como forma de relacionamento e conversão de vendas. O marketing B2C pode trabalhar um approach emocional. Então o conteúdo deve ser relevante, passar uma mensagem clara e interessante, que dialogue com os interesses do cliente.

(Para saber mais leia: Como encontrar lead e clientes com marketing de conteúdo)

Já o conteúdo para B2B é mais prático, focado nas questões econômicas, de crescimento de lucro, redução de custos, facilidades de parcerias e boas qualidades. A forma de comunicação é mais direta e informativa, pautada em pesquisas e amostras de custos benefícios, que ajudarão nas tomadas de decisões. Ou seja, é um tipo de conteúdo que tem a intenção de fortalecer a imagem da empresa perante os parceiros e as empresas associadas. Então, investir em canais de nicho é importante, com ciclos de vendas mais longos, pensando na geração e preservação das parcerias, estabelecendo conexões à médio e longo prazo.

Os meios de comunicação digitais utilizados para a disseminação de conteúdo nas relações B2B e B2C podem ser os mesmo: redes sociais, e-mail marketing, blogs, lojas virtuais. Mas a diferença é justamente a forma de comunicação utilizadas nos canais.

De toda forma, tanto o marketing de conteúdo para B2B quanto o para B2C devem ser trabalhados estrategicamente pois realmente fazem a diferença no comércio eletrônico. Tanto consumidores finais quanto as empresas sentem maior credibilidade para empreender compras e fechar negócios após lerem conteúdos de relevância e alto valor informativo. Então, independente do mercado, o bom conteúdo é fundamental!

Para aprender mais como desenvolver estratégias de marketing online de sucesso para seus negócios, você pode se especializar com o curso Gestão de Marketing Digital de Alta Performance da ComSchool. É o único curso no Brasil com foco em resultados.

Confira aqui a programação e a próxima turma!

Bons negócios e até a próxima!