Mídias Socias para E-commerce de Moda

As mídias sociais vêm sendo consideradas uma das mais importantes ferramentas para a construção de uma marca, produto ou serviço. Através dela, a comunicação estabelecida entre marca e consumidor é viabilizada de maneira rápida, constante, direta e com custos mais baixos se comparados com os de estratégias de marketing tradicionais. Hoje há a obrigação das empresas estarem presentes nas redes sociais, pois precisam acompanhar o mesmo fluxo de seus públicos para serem percebidas e alcançarem maior lucratividade.

 

Segundo uma prospecção feita, em 2011, pelo CGI.br, 98% dos usuários brasileiros de internet estarão cadastrados em pelo menos uma rede social no ano que vem(2015). Baseado nessa percepção de mercado – e ainda na expansão do comércio eletrônico no Brasil e no mundo nos últimos anos – o mundo do e-commerce de moda tem crescido notoriamente. Segundo uma pesquisa publicada pela revista Exame, com um índice de 25,5%, o segmento de moda é o que mais interage nas mídias sociais.

 

Conforme um estudo realizado pela Netbase, com 1005 mulheres americanas, cada uma com no mínimo um perfil em redes sociais, a influência da marca através das redes sobre o comportamento das mulheres que se interessam sobre moda é significativo. Não é para menos que as marcas estejam garantindo seu espaço e atraindo olhares nas redes. Porém, estar presente nas mídias sociais não significa fazer um bom trabalho, assim como ter audiência não significa ter efetividade de audiência. Cada consumidor, ainda dentro do perfil dinâmico do internauta que consome virtualmente, possui perfil, preferências e comportamento típicos do seu segmento de consumo.

 

Como usar, então, as mídias socias para conquistar audiência e aumentar a conversão de um e-commerce de moda? Aí vai algumas dicas. Anote todas!

  • Produza conteúdo relevante. As consumidoras do segmento de moda consomem – e muito – conteúdos relacionados a novidades, tendências e demais informações sobre a área. Produza sempre um material que seja útil ao seu público, mantendo a peridiocidade. Esse é o primeiro passo para chamar a atenção na rede.

 

  • Use muitas imagens (de qualidade). O uso de imagens chama mais atenção que simplesmente um bloco de conteúdo escrito, não é mesmo? Ainda mais considerando o fato de que o mercado da moda é uma indústria completamente visual. Por isso, não deixe de caprichar nas imagens.

 

  • Estude seu público. Uma das maiores vantagens de estar nas redes é poder acompanhar de perto o comportamento do consumidor. Pesquise, fique de olho e avalie a linguagem mais apropriada para conversar com seu público. Usar uma abordagem mais despojada, simples e direta tem sido marca registrada de grandes marcas e blogueiras de moda.

 

  • Interaja com os internautas. Mídia social é relacionamento. Escutar, conversar e entender, levar em consideração o que o consumidor diz , faz parte da estratégia. Estimule comentários e compartilhamentos, conversando com o consumidor e agradecendo aos que compartilharem o conteúdo.

 

  • Use os formadores de opinião. Umas das fortes características dos consumidores de moda é ter como referência blogueiros e vlogueiros da área. Não deixe de elaborar uma estratégia, como de linkbuilding, para usar a seu favor essas personalidades tão admiradas e de relevância para seus consumidores.

Com essas cinco dicas básicas, o ciclo dos 3C’s (curtir, compartilhar e clicar) podem ser facilmente alcançados. O último C é muito importante: clicar. Não adianta ter audiência e não ter sua efetividade, como já foi dito. O clique do internata proporciona o redirecionamento dele à sua loja, o que possibilita a conversão. Então, não esqueça de sempre linkar todas as plataformas usadas ao seu e-commerce de moda!

 

 


Quer saber mais sobre como ativar a sua marca e fazer um bom trabalho para o seu e-commerce de moda nas mídias sociais? Clique aqui e conheça o curso de Ecommerce para Moda da Comschool.