Neuromarketing para entrar na cabeça do cliente

O neuromarketing é a união dos estudos de marketing com a ciência, a fim de entender o comportamento do consumidor de maneira clara e exata. O neuromarketing aparece como uma solução aos problemas das pesquisas de mercado, que nem sempre revelam com precisão o que o cliente pensa.

 

As falhas nas pesquisas tradicionais acontecem não porque são mal feitas ou mal aplicadas, mas porque o próprio consumidor se engana em relação aos seus hábitos de compra. Portanto, uma resposta que parece ser sincera, na maioria das vezes não é. Confuso? Vamos entrar mais profundamente na mente humana!

 

Os especialistas dividem o comportamento humano em consciente e inconsciente. No inconsciente, residem os sentimentos e as motivações de sobrevivência e reprodução, sendo assim, 80% a 95% das nossas atividade cognitivas acontecem ali.

 

A mente inconsciente é responsável pela  decisão de compra de produtos ou serviços. O cérebro humano define a ação ou o comportamento 3 décimos antes de decidirmos agir conscientemente. Acontece que nem mesmo o próprio indivíduo sabe o que se passa no seu inconsciente.

 

Por isso, as pesquisas de mercado tradicionais são falhas e não servem para guiar as estratégias de marketing de uma empresa, porque os verdadeiros motivos de compra não podem ser verbalizados pelos clientes.

 

As respostas que as marcas tanto procuram estão no inconsciente. E se nem o consumidor sabe, de fato, porque age de tal maneira, como as empresas podem encontrar a lógica do consumo? Para se aproximar do cliente como nunca vimos acontecer antes e alcançar as respostas que ninguém conhece, a ciência é fundamental.

 

Com aparelhos sofisticados, cientistas conseguem traduzir o que o cérebro humano diz. Para os e-commerces, por exemplo, é possível usar ressonância magnética e eye tracking, que mapeia as reações não conscientes e rastrea o movimento ocular, respectivamente. Os resultados desse estudo mostram qual produto chama atenção do usuário, quais locais mais adequados para colocar determinadas informações, e outras análises importantes para melhorar a experiência do usuário e aumentar a taxa de conversão.
Pela precisão indiscutível, cada vez mais as empresas apostam no neuromarketing como método para identificar os reais motivos de compra. As práticas tradicionais, como aplicação de questionários ou abordagens como grupos focais, ficarão para trás com a intensificação do neuromarketing.

 


Desvende esse universo! Conheça o curso de Neuromarketing oferecido pela Comschool.