O que é Marketing de Afiliados

Como trabalhar com marketing de afiliados?

 

O que é Marketing de Afiliados? É uma forma de divulgação de conteúdo no qual a publicidade é feita por meio da utilização da influência de outras pessoas que oferecem produtos e serviços de outra empresa.  

Um exemplo comum de afiliado é a figura das blogueiras e youtubers, que aceitam falar sobre uma marca em seus canais de comunicação, com o objetivo de receber uma comissão, caso haja alguma venda.  

Quer entender mais sobre Marketing de Afiliados? Confira o vídeo de Maurici Junior, sócio diretor da ComSchool.

 

 

Vantagens do Marketing de Afiliados  

Esse modelo de negócios surgiu na década de 1990, quando a Amazon começou a oferecer a oportunidade para as pessoas venderem os produtos do site recebendo uma comissão. Algo muito parecido com o atual Marketing de Afiliados, não é mesmo? 

Mesmo sendo algo já familiar, você sabe quais as vantagens? Confira: 

  • Os fornecedores contam com canais diferentes de distribuição de produtos e conseguem aumentar suas conversões;

  • Os produtores podem conhecer e testar formatos diferentes de divulgações para descobrir qual funciona melhor para o produto ou serviço;

  • Os clientes tem mais fontes de pesquisa para ajudar em sua decisão de compra;

  • Afiliados rentabilizam suas redes sociais, sites e blogs ao vender produtos de outras empresas.

 

Formatos de Afiliados 

Há formatos diferentes para Marketing de Afiliados e a escolha depende do objetivo do negócio e do produto ou serviço.

Mesmo que o objetivo seja o retorno financeiro, cada tipo pode ter foco de gerar leads ou conversões. Vamos listar os formatos mais comuns:  

CPA – Custo por Ação

Os afiliados só recebem a remuneração quando um visitante clica no anúncio e faz alguma ação, como um cadastro ou uma compra.

Na prática, as pessoas precisam ser convencidas e influenciadas pelo afiliado a tomar alguma atitude em relação a publicidade.

O CPA é a estratégia mais abrangente e muito utilizada por quem já tem margens de lucros grandes em seus anúncios, pois os anúncios consomem um pouco mais de recursos.

CPC – Custo por clique 

O ganho ocorre quando o alguém clica no pop-up, banner ou outro tipo de publicidade que estiver no canal do afiliado. Assim, a remuneração depende do desempenho da campanha criada pelo anunciante. 

CPM – Custo por Mil Impressões 

O valor pago aqui é fixo e só é pago quando o anúncio atingir mil visualização. Vale lembrar que as impressões são equivalentes aos pageviews de um blog. Assim, parte-se do pressuposto que o visitante foi impactado pela publicidade que consta na página.

Por isso, esse formato é importante para afiliados que tenham muitos acessos, já que são remunerados rotineiramente e sem depender de cliques dos visitantes. 

CPV – Custo por Venda 

A comissão é paga somente quando o link compartilhado produz vendas e o anunciante pode definir uma taxa que seja interessante para os dois lados.  

CPL – Custo por Lead 

O foco dessa estratégia é fomentar a prospecção de leads e aumentar a base. Contudo, o pagamento pode variar, pois os afiliados podem receber de acordo com leads gerados ou leads que converteram e se tornaram clientes efetivos.  

Canais para divulgar um produto ou serviço

 Afiliados bem -sucedidos não precisam ter um canal específico para compartilhar os anúncios. Contudo, você pode escolher um canal interessante para divulgar e vender os produtos.Mas, tenha sempre em mente que a escolha deve ser de acordo com seu público.

 E-mail marketing

 Quando os afiliados têm uma base sólida de e-mail pode aproveitar a oportunidade para compartilhar os anúncios e aumentar suas chances de converter. 

Redes Sociais  

As principais redes sociais que os afiliados usam são Facebook, YouTube, Instagram, Pinterest e Twitter. A escolha destes canais depende do alcance dos afiliados. 

Site ou blog 

Ter um site ou blog tem como principal vantagem a liberdade editorial que proporciona. Além disso, esses canais podem ser customizados conforme a audiência e oferecer um conteúdo mais aprofundado. 

Como ser um afiliado 

Após escolher o formato e o canal de divulgação, você poderá se tornar um afiliado de fato. Veja o passo a passo para se tornar um: 

1 – Escolha o Programa de Afiliados 

Há diversas empresas que oferecem programas de afiliados tanto de produtos físicos quanto de infoprodutos. Busque as empresas que pagem as melhores comissões e inspirem segurança.  

2 – Selecione os produtos certos para divulgar  

Os produtos ou serviços escolhidos devem ser de acordo com a audiência. Os artigos que você publicar num blog, por exemplo, devem atender as dúvidas dos visitantes e fazer alguma conexão com o produto que você quer divulgar.  

3 – Eduque sua audiência  

Para ter uma receita recorrente a audiência deve ser educada sobre o que você vende. Assim, você pode gravar vídeos falando a respeito do serviço ou produto.

Além disso, no caso de uma ferramenta online, por exemplo, você pode combinar com o fornecedor a disponibilização de um free trial para sua audiência.  

4 – Use anúncio pago  

O anúncio pago pode ser um caminho interessante e mais rápido para conquistar seu público. Contudo, as campanhas devem ser claras, com muitas informações e as imagem atraente.  

Ficou interessado em trabalhar com Marketing de Afiliados? Inscreva-se no curso de Marketing de Afiliados 

Aprenda a explorar o melhor do Marketing de Afiliados e aumente suas vendas com mais esse canal de marketing online.