O que faz um Analista de E-commerce

Você sabe o que faz um analista de e-commerce?

Analista de e-commerce é responsável por várias atividades na operação de uma loja virtual, do cadastro de produtos à embalagem e postagem, passando também pelas campanhas de marketing digital, emissão de notas fiscais e conferência de estoques, por exemplo.

Você sabia que existe um Curso de Analistas de E-commerce?

Nas lojas virtuais de micro e pequeno portes, é o Analista de e-commerce que cuida de todo processamento de pedidos, ele precisa saber fazer um pouco de tudo!

O e-commerce transformou a forma como muitos negócios funcionam e criou novas profissões. Umas das mais procuradas pelas empresas atualmente é a profissão de Analista de E-commerce.

Mas você sabe o que faz um Analista de E-commerce?

A média salarial de um Analista de E-commerce está entre R$ 1.500,00 e R$ 5.500,00 dependendo do porte da empresa. Se você tiver no currículo uma Certificação em E-commerce, reconhecida pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, o valor do passe será ainda maior.

O bom é que muitas empresas não exigem experiência sólida para essa vaga, então se você tem força de vontade e quer mudar de área, vale a pena investir em um curso de e-commerce.

Quais as atividades do Analista de E-commerce?

O dia-a-dia de um Analista de E-commerce é uma correria danada! Vai desde o recebimento e processamento dos pedidos que chegam pela loja virtual, o acompanhamento das campanhas de Google Ads, Facebook e Instagram Ads, por exemplo, o envio de e-mail marketing para base de clientes, a elaboração de relatórios no Google Analytics e o atendimento dos clientes pelos canais digitais da empresa.

O que conta muito para o sucesso de um Analista de E-commerce é conhecer as ferramentas técnicas e ser rápido, muito rápido!

Que ferramentas o Analista de E-commerce deve conhecer? São diversas ferramentas, mas separamos as principais logo abaixo:

  • Software de ERP (Millenium, ContaAzul, Bling, etc)
  • Mercado Livre
  • Hub de ERP (Anymarket, Skyhub, etc)
  • Reclame Aqui
  • Chat Online (Zendesk, Jivochat, Livechat, etc)
  • Plataforma de E-commerce (Magento, Vtex, Tray, Loja Integrada, etc)
  • Google Analytics
  • Google Ads
  • E-mail Marketing (MailChimp, Allin, Dinamize, etc)
  • Inbound Marketing (RD Station, Mautic, etc)
  • Editor de Imagens (Photoshop, Paint.net, etc)
  • Facebook Ads
  • Instagram Ads

Qual sua relação com outros setores?

Para uma loja virtual bem-sucedida os setores de Marketing Digital e Logística são fundamentais. Enquanto um torna a empresa conhecida e reconhecida no mercado o outro setor garante a rapidez e qualidade da entrega dos produtos.

Como o analista de e-commerce precisa ter conhecimento sobre os dados gerados pelo negócio por meio do Google Analytics e Adwords, ele se relaciona diretamente com o setor de Marketing Digital.

Para ser um profissional de e-commerce completo, o analista precisa saber como planejar e criar ações de Marketing nas mídias sociais e elaborar e-mails marketing em que atraiam o público-alvo.

Este conhecimento também é importante para trabalhar em conjunto com a equipe de marketing da empresa.

Além disso, o analista de e-commerce precisa conhecer técnicas de SEO para que as descrições dos produtos no site ajudem a alavancar a posição da loja virtual no Google.

Outras atividades que têm correlação com o Marketing Digital são o acompanhamento dos concorrentes para encontrar oportunidades e fazer atendimento online por meio das redes sociais, e-mails e chat online.

Depois de todo trabalho feito com o setor de Marketing Digital, o cliente finalmente faz sua compra e fica ansioso para receber o pedido no prazo combinado.

O analista de e-commerce tem papel fundamental para que essa tarefa seja bem-sucedida, pois ele atua junto ao setor logístico (ou ao operador logístico terceirizado) para que todas as etapas do processo sejam realizadas adequadamente.

Outros conhecimentos indispensáveis são sobre a intralogística (toda a movimentação feita desde a porta de entrada do armazém até a porta de saída). Assim, ele deve acompanhar a separação (picking), embalagem (packing), emissão da nota fiscal, impressão da etiqueta, a expedição e entrega.

Portanto, entender como todos os processos funcionam e são realizados é importante para desenvolver uma carreira no e-commerce e evoluir para outros cargos.

A função de analista de e-commerce permite muito aprendizado, mas buscar uma formação especializada fará toda a diferença.

Você sabia que a ComSchool tem um curso de Analistas de E-commerce reconhecido pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, que pode ser feitos na modalidade presencial ou ao vivo pela Internet.

Na ComSchool você estuda com professores especializados, visita empresas de e-commerce e faz networkig com pessoas com os mesmos interesses profissionais que você!

Veja aqui mais notícias do Mercado Digital.