O Turismo no E-commerce

O mercado brasileiro de turismo nunca esteve tão aquecido. Uma das razões para o ótimo momento que o turismo vivencia são os e-commerces, que facilitam a pesquisa, o planejamento e a reserva de viagens pela praticidade de não sair de casa e por reunir todas ofertas em um só lugar. Planejar uma viagem pode ser uma tarefa muito estressante, mas essa realidade muda a partir do momento em que turista conta com a internet para simplificar o processo.

 

De olho nos consumidores conectados, as empresas investem na internet para alcançar um novo perfil de clientes em turismo. Devido à grandiosidade desse público, hoje o mercado virtual ganha tanta importância quanto as lojas físicas. Para chamar a atenção dos clientes na internet, não basta estar presente. As empresas lançam mão de vantagens como facilidade de pagamento, destinos variados e ofertas especiais.

 

Em julho de 2012, o estudo da comScore já contabilizava mais de 16 milhões de brasileiros visitando sites de turismo – agências de viagens online, sites de companhias aéreas e de hotéis. Segundo o diretor da comScore no Brasil e vice-presidente na América Latina, Alex Banks, o turismo online só tem a crescer: “Seja comprando passagens, pesquisando hotéis, buscando dicas de viagem em sites de turismo, ou em qualquer outra atividade relacionada a viagens, o consumidor brasileiro está contando cada vez mais com a web para planejar suas viagens”.

 

O que deve ser levado em consideração é que nem todos os usuários que buscam por segmentos do turismo na internet realmente efetuam a compra no meio online. O que contribui para esse desinteresse é a preocupação dos consumidores com a privacidade das informações. Temos no turismo online um potencial enorme, mas as conversões poderiam ser ainda mais numerosas.

 

Mesmo que a desconfiança seja um dos empecilhos da web, a internet desempenha um grande papel nas vendas envolvendo turismo. Cerca de 25% das vendas são transacionadas online. Devemos considerar que muitas dessas pessoas pesquisam na internet, mas o ato da compra é realizado nas loja física. Com o aprimoramento do e-commerce, os consumidores se sentirão mais confortáveis em efetuar transações pela internet.
Para o consumidor de turismo, a tomada de decisão é muito mais complexa por causa da intangibilidade do serviço. Para as empresas do mundo virtual, essa barreira fica ainda maior. Para solucionar esse problema, é necessário apostar no relacionamento via internet. O que pode ajudar o consumidor a confiar no e-commerce de turismo é a ampla disponibilização de informações sobre o serviço.