Profissões em alta

Saiba quais são as profissões em alta e as habilidades do futuro

As profissões em alta nos trazem uma nova perspectiva sobre o mercado de trabalho, apesar da recessão global ocasionada pela COVID-19 e diversas incertezas do ano de 2020. As profissões do futuro chegaram mais rápido do que imaginávamos, o uso da tecnologia por grande parte das empresas agilizou a transformação digital dentro do ambiente corporativo, o que impactou a maneira como tarefas são realizadas, com a adoção do trabalho remoto, e trouxe um aumento na procura por profissionais de e-commerce e profissionais de marketing digital.

Profissões em alta

De acordo com estudo realizado pelo Linkedin sobre as Profissões em alta em 2021, analisou o mercado de trabalho e que contabilizou o crescimento de contratações de um ano para o outro, além dos profissionais da saúde que foram muito requisitados no ano de 2020 em decorrência da pandemia, os profissionais de tecnologia e marketing também estarão em alta em 2021. Posições para especialistas em e-commerce, profissionais autônomos de conteúdo digital, especialistas em marketing digital e serviços criativos em geral estão em destaque para as profissões em alta.  

Estudo elaborado pela ComSchool no ano de 2021 aponta para a mesma tendência no mercado de trabalho e estima que há mais de 30 mil vagas abertas em mercado digital em todos os níveis hierárquicos, o que no ano de 2019 correspondia a 5 mil vagas, reforçando uma mudança no mercado de trabalho rumo à digitalização de operações e atividades.

Ocasionada pela expansão da digitalização de diversas empresas que viram no ambiente online uma forma de assegurar sua sobrevivência através de vendas online e ampliando a presença em redes sociais. É esperado um aumento nas vagas de marketingvagas de marketing digital e vagas de e-commerce a cada ano. Bem como, vagas por profissionais que fazem gestão de mídias sociais, identificam tendências de consumo e contribuem para gerar conexões significativas entre marcas e clientes e levar os produtos e serviços até os consumidores serão muito requisitados 

Vagas em E-commerce  

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, durante o período inicial da pandemia, entre março e julho de 2020, mais de 150 mil lojas virtuais foram criadas no Brasil, o que evidencia que este é um mercado em crescimento e repleto de oportunidades. Esse crescimento explica porque os empregos em ecommerce tiveram alta em 2021 e o motivo do aumento na demanda por profissionais que atuam com E- commerce para cargos de logística e marketing digital.  

Em levantamento realizado pela ComSchool nos principais sites de emprego do Brasil, mostrou que há 11.988 vagas em E-commerce abertas. Os salários de um Analista de E-commerce variam entre R$ 1.500,00 e R$ 5.500,00, além de que essa é uma porta de entrada para o mundo das vendas online. 

Dentre as principais atividades do profissional de E-commerce estão: 

  • Operar a plataforma de E-commerce, revisando a entrada de novos pedidos, realizando o cadastro de novos produtos e atualizando o estoque na plataforma; 
  • Altera preços, criar cupons promocionais e validar os pedidos recebidos; 
  • Gerenciar o ERP para atualização de estoques, entradas, saídas, contas a pagar e receber e emissão de notas fiscais; 
  • Fotografar produtos, editar  imagens e subir na plataforma de E- commerce; 
  • Atendimento ao cliente através de e-mail e em sites como o Reclame Aqui e redes sociais.  
    Entre outras! 

Nos Cursos de E-commerce da ComSchool você aprende na prática. A ComSchool é a maior escola no Brasil, especializada em Cursos de E-commerce, que oferece Certificações reconhecidas pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, ABComm.  

Vagas em Marketing Digital e Gestão de Redes Sociais 

Outra profissão em alta que foi impulsionada pelo aumento do consumo de conteúdo online é a de profissionais autônomos de conteúdo digital e para cargos de gestão de mídias sociais marketing digital que cresceu na mesma proporção. Diversas empresas viram no digital uma alternativa para o marketing tradicional, uma maneira mais rápida e com menor custo de gerar engajamento e ganhar visibilidade. 

Levantamento realizado pela ComSchool revelou que há 21.716 vagas de marketing digital abertas e o salário de um Analista de Marketing Digital varia em função da experiência e do porte da empresa, em faixas de R$ 1.500,00 a R$ 6.000,00. 

As atividades de um Analista de Marketing Digital são: 

  • Cria e programa postagens de conteúdo nas principais redes sociais da empresa; 
  • Gerencia os perfis sociais e o canal do YouTube; 
  • Utiliza técnicas de SEO no site e em todos os conteúdos gerados pela empresa; 
  • Gerencia os anúncios no Google Ads; 
  • Gera relatórios no Google Analytics; 
  • Cria e dispara campanhas de E-Mail Marketing; 
  • Cria, executa e acompanha o calendário de ações em Marketing Digital; 
    Entre outras atividades. 

Os Cursos de Marketing Digital da ComSchool são os únicos no Brasil com foco em Alta Performance, onde você aprende na prática a configurar campanhas, gerar e analisar relatórios personalizados, capturar mais leads para sua empresa e aumentar o Retorno sobre o Investimento nas campanhas de marketing online.  
Nos Cursos de Redes Sociais você aprende a extrair todo potencial que redes sociais podem oferecer para as empresas. 

Habilidades do futuro 

Aliada à demanda crescente por profissionais de marketing digital, e-commerce e tecnologia, que são algumas das profissões em alta, a pandemia revelou necessidade de desenvolvimento e aprimoramento das habilidades do futuro e capacidades por meio da educação profissional e aprendizagem, importantes vetores do crescimento econômico e bem-estar social. Segundo o Relatório do futuro do trabalho elaborado pelo Fórum Econômico Mundial e divulgado em outubro de 2020 diversas habilidades comportamentais estão emergindo e estarão em alta até 2025. 

Investimento em reskilling 

Outro grande destaque no Relatório do futuro do trabalho elaborado pelo Fórum Econômico Mundial e listada como uma das habilidades para o futuro, é a aprendizagem ativa. As agendas de reskilling ou requalificação estão se tornando cada vez mais necessárias dentro das empresas com programas de Treinamento Corporativo. De acordo com o estudo, as empresas estimam que em média 40% dos trabalhadores precisarão de requalificação em até 6 meses e 94% dos líderes de negócios relatam que eles esperam que os funcionários adquiram novas habilidades para o trabalho. Ainda, 84% das empresas tem a expectativa de que seus colaboradores adquiram novas habilidades de forma independente e estejam de acordo com as competências digitais requeridas para a nova economia.  

Conheça os cursos da ComSchool e se prepare para as profissões em alta.