Teste A/B é a solução segura e eficiente para definir o layout de seu site

Esse artigo é sobre testes A/B e layouts de sites de performance.

Treino é treino e jogo é jogo. Essa máxima dita por vários locutores e comentaristas de esportes pode servir de analogia a um exercício básico que os empreendedores devem ter em mente quando projetam um site para o seu negócio. Isso por que é comum esse time ao definir um layout para o site do projeto começar a narrar o percurso que o internauta irá (com certeza) fazer ao visualizar sua home page. Frases como,  “ele vai clicar aqui, depois vem para cá e por fim clica aqui” são as mais usuais nessa etapa. E para dar credibilidade a essa certeza, são feitas várias simulações. Com tudo funcionando como o esperado, o site vai para o ar. Daí, no real life – com a bola em campo –  começam as surpresas, algumas nem sempre boas.

Embora seu feeling para montar layouts de sucesso seja aguçado, é preciso ter em mente que sua plataforma online deve agradar não a você, mas sim ao seu cliente. Por isso, mesmo tomando todos os cuidados, você poderá descobrir gaps de navegação de seu site logo ao lançamento do projeto. Os principais indicativos para esses diagnósticos são as perguntas recebidas pelos internautas via SAC e os indicativos da baixa ou mediana performance de acesso informada pela ferramenta de Google Analytics, previamente instalada no código fonte do seu site.

 

Cliente Distraído

Infelizmente, seu cliente quase sempre não pensa como você e pode sim ter passado batido pelo botão principal, como o Cadastre-se, que está no topo da página, como  manda o boa etiqueta de arquitetura de informação. A distração pode ser favorecida devido à escolha de uma tipologia minúscula e uma cor neutra, tornando o botão camuflado na página. Essa seria uma hipótese diante de diversas possibilidades que possam ter provocado essa situação.

 

Como agir nesses casos? Fácil! Promova um teste A/B.

Essa tarefa consiste em escalar novamente sua equipe de designer e programadores. Juntos, vocês vão projetar entre 3 e 5 layouts extras, expondo em cada um deles possibilidades de modificações.

Você pode testar inúmeras variáves nesse teste. Apenas previamente defina uma meta, como: quero descobrir com qual cor de botões consigo concluir mais vendas no meu site. Nesse caso, um layout vai para o ar com o botão destacado em vermelho (teste 1), outro em azul (teste 2) e outro em verde (teste 3), por exemplo.

 

Testando o layout

Essas páginas “testes” devem ser configuradas no Google Analytics como páginas parametrizadas, ou seja, nessa ferrramenta de análise de audiência você cria uma url personalizada. Na prática, a ferramenta do Google incorpora ao endereço do site uma pequena identifição ao final, algo como: www.nomedoseusite.com.br/pagina1 ou /pagina2, /pagina3 (sem acentuação ou espaços, ok?).

Todas elas devem entram no ar simultaneamente garantindo que sua exposição aconteça em uma mesma quantidade, porém de forma aleatória.

Como toda a operação é feita com apoio da ferramenta Google Analytics, você poderá acompanhar o desempenho de cada página full time. Recomenda-se, no entanto, aguardar  o prazo de uma semana,15 dias ou até mesmo 30 dias para ter um real indicativo da página que teve mais receptitividade com o seu internauta. Daí, é planejar a mudança e seguir para o próximo item de avaliação. Você também pode experimentar usar o teste A/B para identificar a aceitação da melhor peça publicitária, como e-mail marketing.

Veja abaixo a lista dos principais itens que rendem bons resultados no teste A/B, segundo o professor Kleber Forato, da ComSchool*, na disciplina WEB ANALYTICS/GOOGLE ANALYTICS, do curso Gerente de E-commerce e Marketing Digital:

  • Cores adotadas nas páginas
  • Tipologia das letras
  • Forma
  • Proximidade
  • Contraste
  • Legibilidade
  • Velocidade
  • Alinhamento
  • Layout completo

Quer aprender mais sobre Testes A/B e Métricas na web? Conheça o nosso Curso de Google Analytics.