Três cases de sucesso em Realidade Aumentada

O que é Realidade Aumentada?

A realidade aumentada não é um assunto tão novo.

Já ouvimos falar a seu respeito desde 1997, quando desenvolvedores de jogos idealizaram a criação de um sistema de imersão, que integraria mundo real e elementos gráficos, gerando uma experiência única para o jogador.

Com o desenvolvimento e popularização de smartphones e tablets, marcas visualizaram a realidade aumentada como uma forma única e inteligente de se envolver com os consumidores.

Em vez de assistir a um comercial de televisão, olhar para um anúncio em uma revista ou ver uma propaganda antes de um vídeo no YouTube, a realidade aumentada permite que o consumidor interaja com a marca e seus produtos.

Como aplicar a realidade aumentada no Marketing Digital?

Aprender uma nova receita ou se divertir com um jogo institucional, por exemplo, faz com que campanhas que usam realidade aumentada sejam mais atrativas que outras plataformas de anúncios.

De olho na revolução digital da qual a realidade aumentada faz parte, a ComSchool, especializada em cursos de marketing digital, selecionou três cases de sucesso.

Inspire-se nestes projetos que usaram a realidade aumentada como diferencial:

Maybeline

O aplicativo de realidade aumentada da Maybeline, testado em algumas lojas de Nova York, gerava uma pré-visualização de mais de 40 cores de esmaltes.

Este resultado foi apurado sem que nenhum vidrinho de esmalte precisasse ser aberto.

Veja o vídeo:

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=xtZVy67hRNE[/embedyt]

National Geographic

A National Geographic criou um aplicativo de realidade aumentada que surpreendeu as pessoas em Londres.

A ação transformou a rua num lugar em que as pessoas podiam nadar com golfinhos, ter uma chita como animal de estimação ou ver dinossauros andando pelas ruas.

Veja o vídeo:

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=D0ojxzS1fCw[/embedyt]

Ford

Para lançar o Ford C-Max, a montadora escolheu um shopping em Londres para fazer uma campanha de realidade aumentada sem auxílio de smartphones ou tablets.

Bastava que os usuários erguessem as mãos para que o modelo fosse “montado” em todos os seus componentes. O reconhecimento gestual permitia que os usuários também testassem diferentes cores do modelo ou estacionassem o carro.

Veja o vídeo:

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=bl8T9oYO5vY[/embedyt]

Quer aprender a usar todo o poder das estratégias digitais no seu negócio? Conheça os cursos de marketing digital na ComSchool.

Garanta seu certificado reconhecido pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) e transforme sua carreira.